JCR: 0,979; SJR: 0,262; H Index Scopus: 30; Qualis na área de Enfermagem: A1

ISSN: 1518-8345

  • USP
  • Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto USP
  • Who Collaborating Centre

Número Atual: V28

Editorial

New

Alcançando diversidade, inclusão e equidade entre os trabalhadores da enfermagem

Achieving diversity, inclusion and equity in the nursing workforce

Brigit Carter

Por que investir na primeira infância?

Why invest in early childhood?

Sonia Isoyama Venancio

Artigos Originais

New

Validação do modelo americano de avaliação da qualidade e melhoria do desempenho ao transplante brasileiro

Validation of the american quality assessment model and performance improvement to the brazilian transplant

Letícia de Fatima Lazarini, Linda Ohler, Janine Schirmer, Bartira de Aguiar Roza

Objetivo: validar o instrumento de avaliação da qualidade e melhoria do desempenho dos programas de transplantes dos Estados Unidos à realidade brasileira. Método: estudo metodológico desenvolvido para a validação semântica e adaptação cultural do instrumento Quality assessment and Performance Improvement nas seguintes etapas: 1) tradução; 2) síntese; 3) retrotradução; 4) revisão por comitê de especialistas; 5) pré-teste e 6) validação de conteúdo. Para avaliar as concordâncias entre os cinco juízes, utilizou-se o coeficiente Kappa e para validação de conteúdo, o índice de validação de conteúdo. Resultado: o coeficiente Kappa mostrou a concordância dos juízes para as equivalências semântica, idiomática, cultural e conceitual. Valores de índice de validação de conteúdo para relevância e sequência de itens de, pelo menos, 0,80 para todos os blocos. Conclusão: o instrumento de Avaliação da Qualidade e Melhoria do Desempenho dos Programas de Transplantes mostrou-se válido e confiável. Este instrumento irá contribuir para o desenvolvimento de programas de garantia de qualidade para equipes de transplante no Brasil.

New

Reconhecimento de emoções para ambiente clínico simulado com uso de odores desagradáveis: estudo quase experimental

Emotional recognition for simulated clinical environment using unpleasant odors: quasi-experimental study

Mateus Henrique Gonçalves Meska, Leandro Yukio Mano, Janaina Pereira Silva, Gerson Alves Pereira Junior, Alessandra Mazzo

Objetivo: comparar o efeito da exposição aos odores desagradáveis em ambiente clínico simulado nas emoções de estudantes de graduação de enfermagem. Método: estudo quase experimental. Participaram 24 estudantes de enfermagem, alocados em dois grupos, 12 no Grupo Intervenção com exposição aos odores desagradáveis e 12 no Grupo Controle sem exposição aos odores desagradáveis. Para simulação do odor desagradável de vômito, no Grupo Intervenção, foram utilizados alimentos fermentados: aveia cozida, leite coalhado, queijo parmesão estragado, ovo cru, sopa ervilha, uvas-passas e vinagre. Os participantes foram filmados e a análise das expressões faciais foi realizada em seis pontos críticos: abordagem pelo estudante; relato da queixa; avaliação clínica; e intercorrência, intervenção e reavaliação do paciente a partir do proposto pelo modelo Circumplex de reconhecimento de emoções. Resultados: verificou-se 83.215 emoções relacionadas aos seis pontos críticos. No ponto crítico do cenário proposto com exposição aos odores desagradáveis o grupo intervenção apresentou a emoção básica de tristeza e o grupo controle, raiva. Conclusão: infere-se que a inclusão de odores desagradáveis nos cenários simulados pode ampliar o desenvolvimento emocional de estudantes da área da saúde.

New

Sintomas depressivos em estudantes universitários da área da saúde

Depressive symptoms among healthcare undergraduate students

Julia Zancan Bresolin, Graziele de Lima Dalmolin, Silvio José Lemos Vasconcellos, Edison Luiz Devos Barlem, Rafaela Andolhe, Tania Solange Bosi de Souza Magnago

Objetivo: identificar a intensidade de sintomas depressivos e seus fatores associados em estudantes universitários da área da saúde. Método: estudo transversal desenvolvido com estudantes dos cursos de graduação da área da saúde de uma instituição de ensino superior pública por meio do Inventário de Depressão de Beck - versão II e um questionário de caracterização dos estudantes. Participaram do estudo 792 estudantes. Utilizaram-se, para a análise dos dados, estatística descritiva, teste do qui-quadrado e regressão de Poisson. Resultados: a intensidade dos sintomas depressivos mostrou-se entre moderada e grave em 23,6% dos estudantes, associada à não realização de atividades física e de lazer e aos cursos de fonoaudiologia e enfermagem. Conclusão: diversos fatores podem estar associados à depressão, assim, tornam-se necessárias maiores investigações quanto aos fatores relacionados que provocam seu surgimento nesse período de vida, bem como estar atento institucionalmente e desenvolver estratégias em nível pessoal e grupal que promovam bem-estar, melhoria da gestão do tempo e relações interpessoais, acarretando melhor aproveitamento e desenvolvimento do estudante.

New

Impacto de uma intervenção através do Facebook para fortalecimento da autoestima em estudantes de enfermagem

Impact of an intervention through Facebook to strengthen Self-esteem in nursing students

Renato Mendonça Ribeiro, João Victor Bernardi Bragiola, Letícia Palota Eid, Rita de Cássia Helú Mendonça Ribeiro, Carlos Alberto da Cruz Sequeira, Daniele Alcalá Pompeo

Objetivo: avaliar o impacto da intervenção “Fortalecimento da Autoestima”, proposta pela Nursing Interventions Classification, realizada por meio do Facebook, nos níveis de autoestima e autoeficácia de graduandos de enfermagem. Método: estudo quase experimental, realizado em duas instituições de ensino superior. A amostra foi constituída por 74 estudantes. Dois instrumentos de coleta de dados foram aplicados antes e após a intervenção: Escala de Autoestima de Rosenberg e Escala de Autoeficácia Geral e Percebida. Os estudantes foram submetidos à intervenção, por dez sessões. Postagens eram feitas em perfil fechado criado no Facebook e constituíram-se por mensagens positivas, textos reflexivos e figuras, todos apoiados nos recursos persuasivos do referencial teórico de Bandura. Resultados: dos 264 estudantes que responderam aos instrumentos do pré-teste, 74 (28,03%) participaram das intervenções e do pós-teste. Os escores de autoestima de Rosenberg (p=0,026) e autoeficácia (p=0,001), após a intervenção, foram significativamente superiores aos obtidos antes, comprovando a efetividade da intervenção. Conclusão: a intervenção “Fortalecimento da Autoestima” foi efetiva para a melhora dos níveis de autoestima e autoeficácia dos estudantes. Intervenções como essas auxiliam na disseminação do conhecimento e na construção de indivíduos mentalmente mais saudáveis.

New

Fatores de risco para óbito de pacientes com trauma internados em Unidade de Terapia Intensiva

Risk factors for death of trauma patients admitted to an Intensive Care Unit

Maicon Henrique Lentsck, Rosana Rosseto de Oliveira, Ligiana Pires Corona, Thais Aidar de Freitas Mathias

Objetivo: analisar os fatores de risco para óbito de pacientes com trauma internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Método: estudo de coorte retrospectivo, com dados de prontuários de adultos hospitalizados por trauma em Unidade de Terapia Intensiva geral. Foram incluídos pacientes de 18 anos ou mais de idade e admitidos por lesões. As variáveis foram agrupadas em níveis de maneira hierarquizada. O nível distal contemplou variáveis sociodemográficas, da internação, causa do trauma e comorbidades; o intermediário, as características do trauma e do atendimento pré-hospitalar; o proximal, as variáveis dos índices prognósticos, da admissão intensiva, procedimentos e complicações. Realizou-se análise de regressão logística múltipla. Resultados: os fatores de risco associados ao óbito no nível distal foram idade igual ou superior a 60 anos e comorbidades; no nível intermediário, a gravidade do trauma e no nível proximal, as complicações circulatórias graves, uso de drogas vasoativas, ventilação mecânica, disfunção renal, não realização de hemocultura na admissão e Acute Physiology and Chronic Health Evaluation II. Conclusão: os fatores identificados são úteis para compor um perfil clínico e para planejar a assistência intensiva a fim de evitar complicações e óbitos de pacientes traumatizados.

New

Omissão do cuidado de enfermagem em unidades de internação

Omission of nursing care in hospitalization units

Juliana Carvalho de Lima, Ana Elisa Bauer de Camargo Silva, Maria Helena Larcher Caliri

Objetivo: descrever a prevalência e as razões da omissão de cuidados de enfermagem, segundo a percepção de profissionais de enfermagem de um hospital de ensino. Método: estudo transversal realizado com 267 profissionais de dez unidades de internação. Os dados foram coletados por meio do instrumento MISSCARE-Brasil. Utilizou-se estatística descritiva e testes qui-quadrado de Pearson ou exato de Fisher para comparar diferenças na prevalência de omissão entre as categorias profissionais. Resultados: dentre os elementos do cuidado de enfermagem, as maiores prevalências de omissão foram: sentar o paciente fora do leito (70,3%), deambulação três vezes ao dia (69,1%) e participação em discussão da equipe interdisciplinar sobre a assistência ao paciente (67,2%). As razões mais frequentes foram: número inadequado de pessoal (85,4%), número inadequado de pessoal para a assistência ou tarefas administrativas (81,6%) e aumento inesperado no volume e/ou gravidade dos pacientes (79,8%). Os enfermeiros relataram maior omissão do que os técnicos/auxiliares de enfermagem em quatro elementos do cuidado (p<0,05). Conclusão: o estudo evidencia alta prevalência de omissão de elementos do cuidado de enfermagem na perspectiva dos profissionais. Fatores relacionados aos recursos humanos e materiais foram mais relatados como causas para esta omissão.

New

Conhecimento e interesse em usar o dispositivo intrauterino entre mulheres usuárias de unidades de saúde

Knowledge about the intrauterine device and interest in using it among women users of primary care services

Ana Luiza Vilela Borges, Karina Simão Araújo, Osmara Alves dos Santos, Renata Ferreira Sena Gonçalves, Elizabeth Fujimori, Eveline do Amor Divino

Objetivo: analisar o nível de conhecimento sobre o dispositivo intrauterino, o interesse em usá-lo e a relação desses eventos entre mulheres em idade reprodutiva. Método: estudo transversal conduzido com 1858 mulheres de 18-49 anos de idade, usuárias de Unidades Básicas de Saúde. Os dados foram obtidos por entrevistas face a face. Avaliou-se o nível de conhecimento por meio de itens que admitiam repostas do tipo concordo, não concordo e não sei, cujo escore foi categorizado em abaixo/igual e acima da mediana. Utilizaram-se qui-quadrado e regressão logística múltipla, calculados no Stata 14.2 (nível de confiança igual a 95%). Resultados: o uso atual do dispositivo intrauterino foi pouco frequente (1,7%; n=32), sendo o nível de conhecimento maior entre mulheres com 25-34 anos de idade, mais escolarizadas, brancas, que usavam/já tinham usado o dispositivo intrauterino e residentes em Aracaju, Sergipe. O interesse em usar o dispositivo intrauterino (38,0%; n=634) foi maior entre as mulheres mais jovens, com maior escolaridade, com plano de saúde, solteiras, sem filhos e com maior nível de conhecimento sobre o dispositivo intrauterino. Conclusão: o nível de conhecimento sobre o dispositivo intrauterino foi associado ao interesse em usá-lo.

Elaboração de um roteiro de avaliação de administração segura de medicamentos em estudantes de enfermagem

Development of a safe drug administration assessment instrument for nursing students

Karen Domínguez Cancino, Marisol Arias, Erika Caballero, Eliana Escudero

Objetivo: determinar a validade de face e conteúdo de um roteiro de avaliação de administração segura de medicamentos em estudantes de enfermagem. Método: estudo quantitativo, descritivo. Analisou-se a literatura relativa a erros de medicação em estudantes e elaborou-se um roteiro utilizando a metodologia Arquitetura Integrada de Sistema de Informação e a Estrutura de Decomposição do Trabalho. Analisou-se a validade de face utilizando a técnica nominal com especialistas em educação, gestão, pesquisa e/ou prática clínica. Resultados: nove especialistas participaram de todo o processo de validação, do qual se obteve um roteiro com 8 subprocessos e 58 itens, ajustados ao ambiente de simulação e prática clínica. Conclusão: o roteiro se encontra em condições de ser testado na avaliação da administração segura de medicamentos em estudantes de enfermagem, principalmente em ambiente de simulação.

Acidentes de trabalho em crianças e jovens em ambiente rural no Sul do Brasil

Work accidents with children and youth in a rural environment in southern Brazil

Daiani Modernel Xavier, Marta Regina Cezar-Vaz, Clarice Alves Bonow, Maria Denise Schimith

Objetivo: conhecer a prevalência de acidentes de trabalho em crianças e jovens que trabalham com a família no ambiente rural e identificar os fatores associados. Método: estudo exploratório, descritivo e analítico, com abordagem quantitativa, desenvolvido em três ambientes rurais. Participaram 211 crianças e jovens que auxiliavam a família no trabalho rural. A coleta de dados foi realizada por meio de questionário semiestruturado. A análise bivariada foi realizada utilizando-se os testes qui-quadrado de Pearson, exato de Fisher, t de Student e Mann-Whitney e análise multivariada, por meio da regressão de Poisson. Resultados: a prevalência de acidentes de trabalho autorreferidos foi de 55%. Destacaram-se: picadas de insetos (44%), queimaduras (40,5%), quedas no ambiente de trabalho (27,6%), lesão com instrumento de trabalho (16,4%), choque elétrico (15,5%), queimadura por animais (8,6%), mordida de animais (6,9%) e intoxicação por uso de agrotóxicos (2,6%). Esses relacionaram-se com moradia mista, atividade de lazer - andar de motocicleta, produto resultante do cultivo de alface e uso de equipamentos de proteção individual. Conclusão: acredita-se que esses achados possam incrementar o desenvolvimento de políticas públicas direcionadas à manutenção da saúde dessas crianças e jovens, ao controle das condições de trabalho e à redução dos riscos ocupacionais no ambiente rural.

Propriedades psicométricas do questionário de percepção da ameaça da doença crônica em pediatria

Psychometric properties of the questionnaire on threat perception of chronic illnesses in pediatric patients

Selene Valero-Moreno, Laura Lacomba-Trejo, Sara Casaña-Granell, Vicente Javier Prado-Gascó, Inmaculada Montoya-Castilla, Marian Pérez-Marín

Objetivo: o objetivo do estudo foi avaliar as propriedades psicométricas do Questionário de Percepção de Doenças Versão Breve em uma amostra de adolescentes com condições endócrinas ou pneumológicas crônicas. Analisar a dimensionalidade e reduzir a escala elaborando baremas por sexo e diagnóstico médico. Método: avaliamos 510 pacientes com idades entre 9 e 16 anos usando o Questionário de Percepção de Doenças Versão Breve e a Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão. Foram realizados testes de confiabilidade, validade do construto, validade de critério e comparação de médias segundo o diagnóstico e as variáveis sociodemográficas. As análises de confiabilidade e validade mostraram propriedades psicométricas adequadas para essa escala, obtendo melhores resultados para uma única dimensão após a exclusão de 3 itens. Resultados: observou-se que adolescentes com diabetes tipo 1 e meninas demonstraram maior percepção da ameaça da doença. A ansiedade/depressão associou-se positivamente à percepção da doença. Conclusão: este questionário é uma ferramenta útil e prática para avaliar o ajuste à doença em pacientes pediátricos.

Percepção e manifestação de competências colaborativas em discentes da graduação em saúde

Perception and manifestation of collaborative competencies among undergraduate health students

Ana Wládia Silva de Lima, Fábia Alexandra Pottes Alves, Francisca Márcia Pereira Linhares, Marcelo Viana da Costa, Maria Wanderleya de Louvor Coriolano-Marinus, Luciane Soares de Lima

Objetivo: analisar a percepção e manifestação de competências colaborativas para o trabalho em equipe entre discentes de graduação em saúde que vivenciaram o módulo integrador do estágio curricular na perspectiva da educação interprofissional. Método: estudo qualitativo, desenvolvido com a estratégia da pesquisa-intervenção. Participaram 28 discentes de cinco cursos de graduação em saúde. Os dados foram apreendidos em três grupos focais realizados com os discentes da graduação ao termino de cada semestre letivo. Para a análise dos dados adotou-se a técnica da pesquisa-intervenção e da hermenêutica dialética à luz do referencial teórico da formação em saúde, da educação interprofissional. Resultados: a cultura uniprofissional, a experiência da integração das diferentes formações e as competências colaborativas foram perceptíveis e manifestadas pelos discentes nos relatos e nas ações em equipe multiprofissional, desenvolvidas com os indivíduos e as famílias, durante a experiência do módulo integrador do estágio curricular. Conclusão: a experiência de integração do estágio curricular na perspectiva da interprofissionalidade favoreceu nos discentes a percepção e manifestação de competências colaborativas necessárias para o trabalho em equipe.

Fatores associados aos riscos de adoecimento da equipe de enfermagem no trabalho em instituição psiquiátrica

Factors related to the risk of illness of nursing staff at work in a psychiatric institution

Kayo Henrique Jardel Feitosa Sousa, Regina Célia Gollner Zeitoune, Luciana Fernandes Portela, Gisele Massante Peixoto Tracera, Katerine Gonçalves Moraes, Rachel Ferreira Savary Figueiró

Objetivo: identificar as associações entre as variáveis sociodemográficas, laborais, condições de saúde, hábitos de vida e os riscos de adoecimento do trabalhador de enfermagem de um hospital psiquiátrico. Método: estudo transversal analítico. A amostra de 74 trabalhadores respondeu a um questionário para caracterização sociodemográfica, laboral, levantamento de condições de saúde e hábitos de vida. Para avaliar a percepção dos riscos de adoecimento, na opinião do entrevistado, foram utilizadas a Escala de Avaliação do Contexto de Trabalho e a Escala de Custo Humano no Trabalho. Realizou-se análise descritiva e bivariada, com significância de 5%. Resultados: os fatores associados aos riscos de adoecimento foram: queixas de insônia, trabalho noturno e jornada de trabalho.Conclusão: há evidências de que as associações entre as variáveis laborais, condições de saúde e hábitos de vida podem prejudicar a saúde da equipe de enfermagem de um hospital psiquiátrico.

Análise da evolução de competências da prática clínica no curso de enfermagem

Analysis of the evolution of competences in the clinical practice of the nursing degree

Maria Antonia Martínez-Momblán, Javier Colina-Torralva, Laura De la Cueva-Ariza, Eva Maria Guix-Comellas, Marta Romero-García, Pilar Delgado-Hito

Objetivo: analisar a progressão de estudantes na aquisição de competências específicas e transversais em relação às dimensões de competência. Método: este estudo transversal descritivo foi realizado no contexto das disciplinas de prática clínica do curso de enfermagem. O desenvolvimento de competências de 323 alunos foi analisado usando um questionário ad-hoc com quatro dimensões: provisão e gerenciamento do cuidado; comunicação terapêutica; desenvolvimento profissional; e gerenciamento do cuidado. Resultados: os resultados acadêmicos obtidos no segundo e terceiro anos apresentaram melhora nas habilidades referentes à provisão do cuidado e comunicação terapêutica (Práticas Clínicas I: 12%-29%; Práticas Clínicas II: 32%-47%) e uma piora no desenvolvimento profissional e gerenciamento do cuidado (Práticas Clínicas I: 44%-38%; Práticas Clínicas II: 44%-26%). Conclusão: as correlações entre estes dois anos foram altas em todas as dimensões analisadas. A avaliação da progressão de competências no contexto da prática clínica do curso de enfermagem nos permite otimizar estas práticas ao máximo e estabelecer perfis profissionais com maior grau de adaptação para o futuro profissional.

Influência do consumo de tabaco e álcool, de hábitos alimentares e atividade física em estudantes de enfermagem

Influence of tobacco, alcohol consumption, eating habits and physical activity in nursing students

Pedro Manuel Rodríguez-Muñoz, Juan Manuel Carmona-Torres, María Aurora Rodríguez-Borrego

Objetivo: determinar o consumo de álcool e tabaco, os hábitos alimentares e a atividade física entre estudantes de enfermagem e verificar se o fato de ser estudante de enfermagem é fator de proteção contra estes hábitos. Método: utilizou-se questionário para coletar informações sobre idade, ano letivo, sexo, consumo de álcool e tabaco, atividade física e alimentação saudável. Foram entregues uma folha com informações e um termo de consentimento livre e esclarecido. A amostra foi composta por 264 estudantes com idades entre 18 e 30 anos, de quatro anos acadêmicos. Resultados: do total da amostra, 15,5% fumavam, 83,7% consumiam bebidas alcoólicas e 97,2% consumiam no final de semana. Um total de 68,6% não praticava exercícios, e 70,5% necessitavam de alterações na dieta. Conclusão: estudantes de enfermagem apresentam altos níveis de consumo de álcool e baixos níveis de tabagismo em comparação com outros estudos. Quanto maior é o ano letivo, menor é a idade em que iniciaram o consumo de tabaco. O número de homens que se exercitavam foi maior, o que é considerado fator de proteção contra o consumo de álcool e tabaco e está relacionado a uma dieta saudável. Fumar tem influência negativa na dieta. Os estudantes precisavam mudar sua dieta. Por fim, ser estudante de enfermagem não é considerado fator de proteção contra o consumo de álcool e tabaco, nem significa ter bons hábitos alimentares e praticar exercícios.

Desenvolvimento de um guia de orientação para instrutores: “Três Estágios do Debriefing holístico”

Development of an instructor guide tool: ‘Three Stages of Holistic Debriefing’

Fernanda dos Santos Nogueira de Góes, Deirdre Jackman

Objetivo: descrever o desenvolvimento de um guia holístico de debriefing, em inglês e português do Brasil, focado em enfermeiros educadores para promover a aprendizagem reflexiva. Método: estudo metodológico, com três fases: revisão integrativa de literatura, desenvolvimento do guia e sua avaliação por um painel de especialistas em enfermagem. A revisão de literatura seguiu um processo sistemático. Para o desenvolvimento do guia, os resultados da revisão de literatura foram utilizados, juntamente com o processo de debriefing de Lederman e o referencial de aprendizagem de Zabala, como base teórica para promover a aprendizagem reflexiva durante a Simulação de Alta Fidelidade. O painel de especialistas em enfermagem analisou a qualidade do guia. Resultados: a revisão da literatura revelou lacunas na preparação dos educadores pedagógicos e a ausência de ferramentas holísticas de debriefing que incluam os aspectos formativos e sumativos de orientação em debriefing para auxiliar os educadores. O guia de debriefing foi desenvolvido em duas páginas: a primeira página recomenda como conduzir o debriefing e a segunda contém perguntas de orientação. O guia foi avaliado e passou por um total de três modificações para congruência dos itens avaliados e adequação dos termos utilizados. Conclusão: foi proposto um guia holístico de debriefing visando enfermeiros educadores. Este estudo fornece uma visão geral do processo para promover a aprendizagem reflexiva na Simulação de Alta Fidelidade e contribui para o treinamento formal de enfermeiros educadores para a aplicação das melhores práticas pedagógicas.

Validação de um guia de aconselhamento para a adesão ao tratamento antirretroviral usando ciência da implementação

Validation of a counseling guide for adherence to antiretroviral therapy using implementation science

Flor Yesenia Musayón-Oblitas, Cesar Paul Cárcamo, Sarah Gimbel, Juan Ignacio Echevarria Zarate, Ana Beatriz Graña Espinoza

Objetivo: determinar os conteúdos que devem ser incluídos no aconselhamento habitual para melhorar a adesão ao TARV de pacientes com HIV, conforme seus diferentes níveis de consumo de álcool, e determinar a validade do Guia de Aconselhamento para melhorar a adesão ao TARV em pacientes que consomem álcool, usando a Ciência da Implementação. Método: estudo observacional com fase formativa e de validação. A fase formativa permitiu definir o conteúdo, a abordagem e a estrutura do aconselhamento. A validação incluiu grupos focais com pacientes e enfermeiras, processo de julgamento de especialista e teste piloto. Estes foram os critérios avaliados com base na Ciência da Implementação: fonte de intervenção, força e qualidade da evidência, vantagem relativa e complexidade. Foram avaliados ainda: utilidade, praticidade, aceitabilidade, sustentabilidade, efetividade; consistência e congruência do conteúdo; cumprimento, dificuldades do procedimento e tempo empregado no aconselhamento. Resultados: o aconselhamento tem força de evidência Alta -IIA, forte nível de recomendação, apresenta utilidade, praticidade, aceitabilidade, sustentabilidade e efetividade. Oito de 11 especialistas argumentaram que o Guia é claro, consistente e congruente. O aconselhamento de início leva em torno de 24 minutos; e o de acompanhamento, 21. Os instrumentos do Guia têm um nível de confiabilidade entre bom e alto (0,65 ≥ alfa ≤ 0,92). Conclusão: o guia de aconselhamento é válido para melhorar a adesão ao tratamento antirretroviral em pacientes que consomem álcool.

Artigos de Revisão

New

Conhecimentos, atitudes e práticas das avós relacionados ao aleitamento materno: uma metassíntese

Knowledge, attitudes and practices of grandmothers related to breastfeeding: a meta-synthesis

Bárbara Helena de Brito Angelo, Cleide Maria Pontes, Gabriela Cunha Schechtman Sette, Luciana Pedrosa Leal

Objetivo: avaliar os conhecimentos, atitudes e práticas das avós relacionados ao suporte ou à contenção no processo de aleitamento materno. Método: metassíntese alicerçada no Referencial Teórico e Metodológico da Metaetnografia de Noblit e Hare. Na avaliação crítica dos artigos utilizou-se o Consolidated criteria for reporting qualitative research (Coreq). Os construtos primários e secundários, oriundos dos resultados dos nove artigos, foram agrupados em nova teoria, originando os construtos terciários que foram apresentados num diagrama construído com base na funcionalidade da Teoria de Rede de Sanicola. Resultados: as avós conhecem os benefícios da amamentação, a importância de uma dieta especial e hidratação adequada para produção de leite de boa qualidade, mas relatam inadequações no tratamento de intercorrências mamárias e necessidade de complementação do leite materno antes do sexto mês de vida. Houve interferência religiosa, oposição de ideias sobre amamentação e a centralidade das decisões familiares na figura das avós. Conclusão: as avós, figuras centrais no apoio à amamentação, através de conhecimentos, atitudes e práticas, oferecem suporte às suas filhas e noras para amamentarem ou promovem a contenção ao aleitamento materno com opiniões contrárias e orientações inadequadas.

Financiamento:CNPqSIBi

Contato

Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - USP
Revista Latino-Americana de Enfermagem
Av. Bandeirantes, 3900 - Vila Monte Alegre
CEP: 14040-902 - Ribeirão Preto, SP, Brasil

Telefone: +55 (16) 3315-3451, +55 (16) 3315-4407
E-mail: rlae@eerp.usp.br